Chile – Lonquimay

Fotografia gentilmente cedida à VULCANOtícias pelo Geol. e Prof. Evandro Lima (UFRGS)
O vulcão chileno Lonquimay está localizado na alta cordilheira andina, na Província de Malleco. Geologicamente, o Lonquimay compreende um complexo vulcânico, com um cone principal e uma cadeia de centros vulcânicos localizados ao longo de uma fissura de 8 km de comprimento (Cordão Fissural Oriental). O Lonquimay é um relativamente pequeno vulcão composto simétrico com topo plano de idade Pleistoceno Superior-Holoceno. Seu cume se eleva a 2.865m acima do nível do mar e aproximadamente 1.300 sobre a sua base e uma geleira preenche sua cratera de cume. O Cordão Fissural Oriental é constituído por uma dezena de crateras, fissuras menores, cones piroclásticos e domos (SERNAGEOMIN)

Segundo os cientistas do SERNAGEOMIN as lavas e fragmentos piroclásticos do Complexo Vulcânico Lonquimay são de composição basáltica a dacítica, sendo que nas últimas erupções há o predomínio da composição andesítica. A atividade explosiva tem sido frequente e relativamente contínua durante o período Holoceno, com 5 erupções históricas, isto é, foram observadas por alguém. A última erupção corresponde a formação do cone piroclástico Navidad (Natal) e lavas associadas, emitidas entre os anos de 1988-1990.

Fotografia gentilmente cedida à VULCANOtícias pelo Geol. e Prof. Evandro Lima (UFRGS)
Esta fotografia do vulcão chileno Lonquimay foi gentilmente cedida pelo Geólogo e Professor Evandro Lima da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Pode-se observar o cume com topo plano e a geleira que domina principalmente a parte alta do edifício vulcânico.

  

Mais informações sobre o vulcão Lonquimay podem ser obtidas no link:
http://www2.sernageomin.cl/ovdas/ovdas7/volcan_lonquimay.pdf

 

©2018 VULCANOtícias     -     Erupções | Vulcanologia | FotografiasFale Conosco

 

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?