Indonésia – Semeru

Fotografia gentilmente cedida à VULCANOtícias pelo Geol. e Prof. Evandro LIma (UFRGS)

O Semeru, o vulcão mais alto da ilha de Java, e um dos mais ativos, está localizado na porção sul de um maciço vulcânico que se estende para norte até a Caldeira Tengger. O vulcão composto ascende abruptamente até 3.676 metros acima do nível do mar. Frequentes erupções nos séculos XIX e XX foram dominadas por explosões pequenas a moderadas do tipo estromboliana a partir da cratera do cume, com ocasionais fluxos de lavas e grandes erupções explosivas acompanhadas por fluxos piroclásticos que alcançaram as porções inferiores do flancos da montanha. O vulcão Semeru tem permanecido em quase que contínuo estado eruptivo desde 1967 (Global Volcanism Program).

As fotografias abaixo foram cedidas gentilmente à VULCANOtícias pelo Geólogo e Professor Evandro Lima da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). As imagens mostram o vulcão Semeru expelindo grossas colunas eruptivas carregadas de cinzas, produtos de erupções explosivas de pequeno a moderado porte.
 

Fotografia gentilmente cedida à VULCANOtícias pelo Geol. e Prof. Evandro LIma (UFRGS)Fotografia gentilmente cedida à VULCANOtícias pelo Geol. e Prof. Evandro LIma (UFRGS) 

Fotografia gentilmente cedida à VULCANOtícias pelo Geol. e Prof. Evandro LIma (UFRGS)Fotografia gentilmente cedida à VULCANOtícias pelo Geol. e Prof. Evandro LIma (UFRGS)

Fotografia gentilmente cedida à VULCANOtícias pelo Geol. e Prof. Evandro LIma (UFRGS)Fotografia gentilmente cedida à VULCANOtícias pelo Geol. e Prof. Evandro LIma (UFRGS)

Fotografia gentilmente cedida à VULCANOtícias pelo Geol. e Prof. Evandro LIma (UFRGS)Fotografia gentilmente cedida à VULCANOtícias pelo Geol. e Prof. Evandro LIma (UFRGS)Fotografia gentilmente cedida à VULCANOtícias pelo Geol. e Prof. Evandro LIma (UFRGS)
 
Uma semana após estas fotografias terem sido tomadas, no dia 27 de julho de 2000, um grupo de oito  vulcanólogos da Indonésia, Estados Unidos e Israel que estavam na região do cume do vulcão Semeru, foram surpreendidos por uma erupção mais violenta. Os membros do grupo faziam parte de uma saida de campo vinculada ao Congresso Internacional de Vulcanologia e Química do Interior da Terra (IAVCEI) realizado em Bali na semana anterior. Dois vulcanólogos da Indonésia que estavam na margem da cratera no momento da erupção morreram, enquanto que os outros seis vulcanólogos do grupo, que permaneciam um pouco mais afastados, sofreram ferimentos quando foram atingidos por rochas vulcânicas.

 

 

©2018 VULCANOtícias     -     Erupções | Vulcanologia | FotografiasFale Conosco

 

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?